ETF (fundos de índices)

Saiba o que são os ETFs

ETF, ou “Exchange Traded Funds”, são fundos de índices negociados em bolsas de valores. Na prática, um ETF é um fundo espelhado em determinado índice e suas cotas são negociadas em bolsa da mesma forma que as ações.

Um ETF, assim, é uma cesta composta pelas mesmas ações que formam determinado índice na bolsa de valores. Por exemplo, o ETF FIND11, do setor financeiro, busca refletir o desempenho do Índice Financeiro (IFNC) da BM&FBovespa. Um dos ETFs mais conhecidos, o PIBB11, espelha a composição do IBr-X 50.

A principal vantagem do investimento em ETF é que os pequenos investidores, principalmente, encontram nele uma forma de diversificar seus investimentos em renda variável, porque ao comprar uma cota é possível investir em diferentes ações fazendo uma única operação.

Além disso, o pequeno investidor pode, com poucos recursos, investir em uma cesta de ações de uma forma mais barata do que montando uma carteira de ações.



Vantagens



Diversificação

Ao comprar uma cota, na verdade, você está investindo de forma indireta em diversas ações que compõem o índice de referência do fundo.

Preço mais acessível

custo mais baixo comparado ao que você teria comprando, individualmente, cada ação que compõe um índice

Flexibilidade e praticidade

Comprando um ETF, você compra, indiretamente, uma cesta de ações em apenas uma operação. No mercado secundário é possível comprar ou vender cotas de um ETF como se fosse uma ação1.

1. Para tanto, é necessário observar o horário de negociação das cotas, o lote padrão de negociação e as condições de mercado e de liquidez.




Como saber se esse investimento é adequado para mim?

Assim como o investimento em ações, o investimento em ETF é recomendado para quem tem parte de seus investimentos com foco no longo prazo, ou seja, para investidores que já contam com uma reserva de patrimônio de que não vão precisar em breve.

Não é recomendado para investidores de perfil conservador. O principal público alvo desse tipo de investimento é formado por quem está disposto a correr mais riscos em troca da possibilidade de uma rentabilidade maior, ou seja, investidores de perfis moderado, arrojado e agressivo.

Antes de investir, é recomendável que você preencha o questionário de perfil de investidor disponível no site da Itaú Corretora. Clique aqui para preencher e conhecer seu perfil.

Quais os riscos do investimento em ETF?

ETFs são ativos de renda variável e estão sujeitos aos mesmos riscos das operações com ações. É preciso lembrar que um ETF espelha um índice da bolsa e, dessa forma, está sujeito aos riscos inerentes ao segmento e setor de cada ETF.

Além disso, pode haver descolamento entre a rentabilidade do índice e do fundo, ou seja, o desempenho do fundo pode não refletir integralmente a rentabilidade do índice que ele acompanha, ou risco de liquidez das cotas do fundo ou dos ativos que compõem a carteira do fundo, por exemplo, além dos riscos aos quais os ativos que compõem o fundo estão sujeitos, como riscos de mercado e sistêmico.


Como investir

Assim como acontece no mercado de ações, é possível negociar ETFs no mercado padrão ou fracionário. O lote padrão é formado por 10 cotas de ETFs. Caso você queria adquirir uma quantidade menor, a negociação é feita no fracionário.

Para investir, o procedimento é exatamente igual ao da compra de uma ação. Basta acessar o menu Compre > Ações e digitar o código do fundo.


Liquidação

A liquidação financeira da compra e venda de ETFs é feita em três dias úteis (D3), ou seja, após a compra (ou venda) dos ativos, os recursos somente serão debitados (ou creditados) três dias úteis após a operação.

Tributação

No momento da venda das cotas, incide imposto de renda à alíquota de 15% sobre o ganho de capital auferido do investidor (diferença positiva entre o valor da venda e o custo de aquisição das cotas). É de responsabilidade do próprio investidor o recolhimento do imposto de renda.

Diferente do mercado de ações, para ETF não se aplica a isenção do imposto de renda para vendas abaixo de R$ 20 mil no mês.

Assim como na venda de ações, na venda de cotas de ETF em bolsa de valores, haverá também a retenção de imposto de renda na fonte, à alíquota de 0,005%

Custos

Os custos são os mesmos de uma operação com ações, ou seja, de corretagem e emolumentos. Além disso, cada ETF cobra uma taxa de administração do fundo. Essa taxa é cobrada diretamente das cotas dos fundos, não havendo débito deste valor na compra do ETF. Também incide taxa de custódia mensal.

Quais são os ETFs existentes?

FIND11: busca refletir o desempenho do índice financeiro (IFNC) da bolsa.

ISUS11: busca refletir o desempenho do índ. de sustentab. empresarial (ISE) da bolsa.

GOVE11: busca refletir o desempenho do índ. de governança corporat. (IGCT) da bolsa.

DIVO11: busca refletir o desempenho do índice de dividendos (IDIV) da bolsa.

MATB11: busca refletir o desempenho do índice de materiais básicos (IMAT) da bolsa.

PIBB11: busca refletir o desempenho do índice IBr-X 50 da bolsa.

BOVA11: busca refletir o desempenho do índice do Ibovespa.

BRAX11: busca refletir o desempenho do índice do IBrX-100 da bolsa.

SMALL11: busca refletir o desempenho do índice de Small Caps da bolsa.

IVBB11: acompanha o índice Standard & Poor's 500, que representa as 500 maiores empresas negociadas na NYSE ou na NASDAQ, por valor de mercado.

BOVV11: tem como objetivo de refletir a performance, ante das taxas e despesas, do Ibovespa.

BBSD11: utiliza como referência o S&P Dividendos Brasil, que mede o desempenho das melhores ações pagadoras de dividendos no mercado brasileiro.

SPXI11: tem como objetivo refletir a performance do índice S&P500 principalmente através do investimento em cotas de fundo de índice estrangeiro.

ECOO11:  busca refletir o desempenho do índice carbono eficiente (ICO2) da bolsa.

XBOV11: busca obter de forma geral, retornos de investimentos que correspondam à performance do Ibovespa.


Perguntas frequentes

É possível adquirir ETFs por meio da Compra Programada?

Eu recebo os proventos pagos pelas ações que compõem o ETF?


ESTA INSTITUIÇÃO É ADERENTE AO CÓDIGO ANBIMA DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS PARA ATIVIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DE PRODUTOS DE INVESTIMENTO NO VAREJO.