Entenda: Tesouro Direto

Primeiros passos

Parabéns, você alcançou seu primeiro objetivo!

Agora, quando você conversar com alguém sobre o Tesouro Direto, já pode ir além do "já ouvi falar".

Continuar

Quase lá

Parabéns, você completou o penúltimo passo!

Agora, você conhece a aplicação, como ela se comporta e o que levar em consideração antes de escolher sua remuneração.

Continuar

Final

Parabéns, você completou a jornada do Tesouro Direto!

Você passou pelas situações e dúvidas mais frequentes de quem aplica no Tesouro Direto e aprendeu o que é mais importante sobre cada uma delas. Agora, você pode se informar sobre taxas e títulos à disposição, clique aqui.

Fechar

O programa Tesouro Direto

Quem nunca ouviu no rádio, leu em um site ou viu na TV especialistas comentando as vantagens de aplicar no Tesouro Direto? Mas o que exatamente é esta aplicação?

O Tesouro Direto é um programa criado pelo Tesouro Nacional destinado a vender títulos públicos para os investidores pessoa física.

Os títulos públicos são emitidos pelo governo federal para financiar a dívida do Brasil e investir em saúde, educação, infraestrutura etc.

Existem títulos com diferentes características, como prazos de vencimento, rentabilidade prefixada e indexação à taxa Selic ou a índices de inflação, por exemplo.

O investimento no Tesouro Direto é considerado de baixo risco, pois quem o garante é o Tesouro Nacional.

Além disto, não há carência para resgate. Diariamente, você pode resgatar o que investiu já que o Tesouro recompra seus títulos das seis da tarde até às 5h da manhã do dia seguinte.

Agora que você já sabe no que está investindo e que esta aplicação tem baixo risco de crédito, entenda como escolher os tipos de remuneração: atrelada à Selic, vinculada à inflação ou prefixada. Veja, ainda, se você quer receber o principal e juros no final do prazo ou um pouco dos juros a cada 6 meses.

Já entendi o que é o Tesouro Direto!

Parabéns! Agora você já sabe como funcionam os diferentes títulos do Tesouro

Mas você sabia que os preços dos títulos podem oscilar?

Entenda porque

Imposto de Renda

Haverá incidência de imposto de renda retido na fonte (ou seja, a Itaú Corretora recolhe por você, não se preocupe), sobre a remuneração produzida pelos títulos sempre que ocorrer o pagamento de juros, os chamados cupons, ou quando houver vencimento ou resgate da aplicação.

As alíquotas são regressivas em função do prazo da aplicação.

22,5% para aplicações entre zero e 180 dias
20% para aplicações entre 181 e 365 dias
17,5% para aplicações entre 366 e 720 dias
15% para aplicações superiores a 720 dias

Consulte outros detalhes sobre a tributação de títulos públicos aqui.

Entendi como é cobrado o IR sobre a remuneração dos títulos!

IOF

O IOF só incide quando ocorrer o resgate com menos de 30 dias da data da aplicação.

Já sei como o IOF incinde sobre os títulos públicos!

Taxa de custódia B3 (BM&FBovespa)

A B3 (BM&FBovespa) cobra uma taxa de custódia de 0,30% ao ano sobre o valor da aplicação, até o valor máximo de R$ 1,5 milhão aplicado. Esta taxa é referente ao serviço de guarda dos ativos e às informações e movimentações dos saldos.

Já a Itaú Corretora não cobra qualquer taxa de seus investimentos em títulos do Tesouro Direto.

Já conheço as taxas que pago ao aplicar no Tesouro Direto!

Agora você sabe que os preços dos tíulos podem variar

Esta oscilação representa o que chamamos de "Risco de Mercado".

Entenda o que isso quer dizer

Como escolher

Independentemente da remuneração escolhida, não se esqueça: sua aplicação precisa respeitar seu perfil de investidor.



Já sei o que levar em consideração antes de aplicar!

Agora você conhece os riscos do Tesouro Direto

Pronto para operar?

Veja como comprar seus títulos





Como comprar

Você pode efetuar sua compra através do site ou do aplicativo da Itaú Corretora. Selecione o canal através do qual deseja realizar sua compra para assistir o passo a passo: site da Itaú Corretora ou nosso aplicativo.



Fechar

Como acompanhar

Você acompanha a rentabilidade detalhada por data e por tipo de título: acesse o menu Carteira > Tesouro Direto > Rentabilidade. Depois, selecione um título:


Fechar

Agora você sabe que os preços dos tíulos podem variar

Esta oscilação representa o que chamamos de "Risco de Mercado".

Comprar agora


Como cliente da Itaú Corretora, você poderá receber sugestões de investimentos em relação a parcela de seu portfólio. Essa parcela deve ter sempre um horizonte de longo prazo. Para ter acesso a uma assessoria de investimentos adequada às suas necessidades e receber recomendações de investimentos alinhadas aos seus objetivos, é muito importante que você conheça o seu perfil de investidor. Caso você ainda não o conheça, basta preencher um rápido questionário. Você pode preencher novamente o questionário sempre que quiser, considerando que suas expectativas podem mudar ao longo da vida. Caso opte por não conhecer seu perfil, a Itaú Corretora não poderá fornecer recomendações de investimento a você, até que o perfil seja definido.

Este material tem como objetivo único fornecer informações e não constitui, nem deve ser interpretado, como oferta, solicitação de compra ou venda, ou distribuição de valores mobiliários. Não são considerados os objetivos de investimento, situação financeira ou as necessidades específicas de um determinado investidor. Os investidores devem obter orientação financeira, tributária e contábil independente, com base em suas características pessoais, antes de tomar qualquer decisão de investimento. O mercado de bolsa de valores é considerado de alto risco em virtude as grandes variações de rendimento a que está sujeito. Esse risco traduz-se principalmente nos efeitos que alterações políticas e econômicas, no Brasil e no exterior, ou alterações decorrentes da situação individual de uma companhia têm na valorização ou desvalorização de um ativo. Preços e taxas e disponibilidade de investimentos são estimados e estão sujeitos a alteração sem prévio aviso. Rentabilidade passada não é necessariamente indicativa de resultados futuros e nenhuma segurança ou garantia, de forma expressa ou implícita, é dada neste material em relação a desempenhos futuros. A Itaú Corretora exime-se de toda e qualquer responsabilidade pelo conteúdo gerado e disponibilizado por consultorias e agências terceirizadas, bem como por eventuais prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou de seu conteúdo. A concessão de limites operacionais está sujeita às políticas internas da Itaú Corretora. O conteúdo deste material não pode ser reproduzido ou distribuído a terceiros sem prévio e expresso consentimento da Itaú Corretora.

Consultas, sugestões, reclamações, críticas, elogios e denúncias, fale com a Central de Atendimento: para correntistas 4004-3131* (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 722 3131 (demais localidades) ou para não correntistas 4004-3005* (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 726 3005 (demais localidades), em dias úteis, das 9h às 18h, ou entre em contato com o Fale Conosco no website www.itaucorretora.com.br. Se necessário, utilize o SAC Itaú: 0800 728 0728. Caso não fique satisfeito com a solução apresentada, de posse do protocolo, contate a Ouvidoria Corporativa Itaú: 0800 570 0011 (em dias úteis das 9h às 18h) ou Caixa Postal 67.600, São Paulo-SP, CEP 03162-971. Deficientes auditivos, todos os dias, 24h, 0800 722 1722.
*Custo de ligação local