COE - Certificado de operações estruturadas

Saiba o que é um COE

O Certificado de Operações Estruturadas (COE) é um “pacote de investimentos”, emitido por bancos, e composto por diversos ativos como renda fixa, ações ou até mesmo derivativos embalados em um único título. Ele combina as características da renda fixa e da renda variável com a finalidade de buscar rentabilidades diferenciadas em determinados cenários. A remuneração desses investimentos pode estar ligada a diferentes tipos de ativos, como ações nacionais ou internacionais, ou índices, como o desempenho do dólar, da bolsa (Ibovespa), dos juros (CDI) ou até da inflação (IPCA).

No momento da contratação, já são conhecidos os possíveis resultados do investimento, o prazo para manter o dinheiro aplicado e a possibilidade ou não de resgates antecipados. Para isso, basta ler o DIE, ou, Documento de Informações Essenciais, elaborado pelo banco emissor do COE.

Já para o Banco Central, COE é um certificado emitido contra investimento inicial, representativo de um conjunto único e indivisível de direitos e obrigações, com estrutura de rentabilidades que apresente características de instrumentos financeiros derivativos.


Modalidades

É importante saber que existem duas modalidades de COE:

1. COE com valor nominal protegido: o investidor tem a garantia de receber, no mínimo, o total investido no momento da aplicação. Ou seja, mesmo que os ativos dentro do “pacote de investimentos” do COE tenham um desempenho negativo, o investidor recebe de volta 100% do que investiu, sem perdas, mas também sem nenhuma remuneração extra.

2. COE com valor nominal em risco: o investidor corre o risco de perder até o limite do que investiu, mas nunca mais do que isso.


Diferenciais

Acesso a taxas e índices financeiros negociados em diversos mercados.

Investimento com prazo pré-determinado

Possibilidade de proteção total ou parcial do capital aplicado1.


Como investir

Para investir em um COE através da Itaú Corretora, acesse o menu Compre > Ofertas Públicas e veja os COEs disponíveis para aplicação. Antes de realizar a operação, não deixe de verificar a modalidade do investimento. Para isso, leia, com atenção, o DIE, elaborado pelo banco emissor do COE. Nele, você encontra, além da modalidade, a remuneração, riscos, detalhes dos ativos investidos, valor mínimo de aplicação e carência do investimento.

Em caso de dúvidas, entre em contato com o atendimento Telefônico da Itaú Corretora.

Para correntistas Itaú:
4004-3131 (capitais e regiões metropolitanas)
0800 722 3131 (demais localidades)
Para não correntistas Itaú:
4004-3005 (capitais e regiões metropolitanas)
0800 726 3005 (demais localidades)


 

Como saber se esse investimento é adequado para mim?

Por se tratar de investimento estruturado, com rentabilidade vinculada a uma taxa, ativo, ou índice financeiro e riscos específicos, você deve verificar se este investimento é adequado ao seu perfil de investidor.

Este tipo de investimento pode não ser recomendável a investidores com perfil conservador, especialmente na modalidade do COE com valor nominal em risco.

Antes de investir, é recomendável que você preencha o questionário de perfil de investidor disponível no site da Itaú Corretora. Clique aqui para preencher e conhecer seu perfil.

Tributação

A tributação segue a tabela regressiva de IR e pode ser cobrada nos resgates antecipados, se houver ganho, ou no vencimento.

Principais fatores de risco

A aquisição do COE pode implicar nos seguintes riscos:

Risco de Crédito da Instituição Emissora: o recebimento dos montantes devidos pelo Emissor ao Investidor está sujeito ao risco de crédito da instituição emissora. Os investimentos em COE não estão sujeitos ao Fundo Garantidor de Crédito;

Risco de Mercado: COE é um instrumento financeiro de investimento com estruturas de rentabilidades que apresentam características de instrumentos financeiros derivativos cujos valores de liquidação dependem dos valores dos Ativos Objetos. Desta forma, o COE é um investimento que apresenta risco de mercado. Oscilações dos valores dos Ativos Objetos podem impactar o COE de forma adversa.

Risco de liquidez: o COE não confere ao Investidor o direito de resgatar antecipadamente os valores investidos, exceto nas hipóteses previstas expressamente no DIE. Considerando que o COE é um novo ativo financeiro no mercado brasileiro, ainda não há um mercado secundário desenvolvido para sua negociação, o que resulta em baixa liquidez desse tipo de investimento. A referida baixa de liquidez pode acarretar na impossibilidade de venda dos COE ou venda por valores inferiores aos investidos. O Resgate ou a recompra geram risco de perda de valor nominal, ou seja, não garantem o capital investido.


Custos

Além da tributação e dos cenários possíveis de rentabilidade já conhecidos no momento da aplicação, não há nenhum outro custo atrelado a esse tipo de investimento.


Perguntas frequentes

Quais os riscos de investir em um produto estruturado?

Por que o resultado varia?

Como esse investimento é regulamentado?

 

É muito importante que você conheça e seus investimentos adequem-se ao seu perfil de investidor - basta preencher um rápido questionário e você pode atualizá-lo sempre que necessário.

Este material tem como objetivo único fornecer informações e não constitui nem deve ser interpretado como recomendação quanto à manutenção, compra ou venda de ativos financeiros e valores mobiliários. Não é considerado o perfil específico de um determinado investidor. Preços, taxas e disponibilidade de investimentos estão sujeitos a alteração sem prévio aviso. Este material e a rentabilidade passada não contêm ou representam garantia de rentabilidade futura. A Itaú Corretora exime-se de toda e qualquer responsabilidade por prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material. O conteúdo deste material não pode ser reproduzido ou distribuído a terceiros sem prévio e expresso consentimento da Itaú Corretora.

Consultas, sugestões, reclamações, críticas, elogios e denúncias, fale com a Central de Atendimento: para correntistas 4004-3131* (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 722 3131 (demais localidades) ou para não correntistas 4004-3005* (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 726 3005 (demais localidades), em dias úteis, das 9h às 18h, ou entre em contato com o Fale Conosco no website www.itaucorretora.com.br. Se necessário, utilize o SAC Itaú: 0800 728 0728. Caso não fique satisfeito com a solução apresentada, de posse do protocolo, contate a Ouvidoria Corporativa Itaú: 0800 570 0011 (em dias úteis das 9h às 18h) ou Caixa Postal 67.600, São Paulo-SP, CEP 03162-971. Deficientes auditivos, todos os dias, 24h, 0800 722 1722. *Custo de ligação local